7 filmes latino-americanos para ver na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Acontece entre os dias 17 e 30 de outubro a 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Neste ano, o evento apresenta mais de 300 filmes em sua programação. A seleção traça um rico panorama do que tem sido produzido pelo cinema mundial contemporâneo, trazendo ao público alguns títulos premiados em importantes festivais internacionais e outros que dificilmente conseguem estrear no circuito comercial brasileiro, como é o caso dos filmes latinos. 

Por isso, destacamos sete produções latino-americanas como sugestão do que ver na Mostra SP 2019. São obras de relevância temática e/ou indicadas por seus respectivos países ao Oscar 2020.

A ODISSEIA DOS TONTOS (Sebastián Borensztein) – Argentina

Trailer com legendas em português (Fonte: Warner Bros. Pictures Brasil/ YouTube)

Sinopse: Na Argentina de 2001, uma turma de amigos decide juntar dinheiro para reabrir uma cooperativa agrícola e aquecer os negócios da pequena cidade onde vivem. Mas, assim que fazem o investimento, a economia argentina entra em colapso e eles descobrem que sofreram um golpe do advogado e do gerente do banco. O grupo, então, decide montar um plano para recuperar o dinheiro. O filme é baseado no livro ‘La Noche de la Usina’, do escritor Eduardo Sacheri.

Além de contar com um elenco repleto de estrelas, como Ricardo Darín, Chino Darín e Luis Brandoni, o longa é o escolhido da Argentina para tentar uma indicação na categoria de Melhor Filme Internacional do Oscar 2020. 

LA LLORONA (Jayro Bustamante) – Guatemala

Trailer com legendas em inglês (Fonte: Giornate degli Autori/ YouTube)

Sinopse: Com as palavras “Se você chorar, eu te mato” ecoando em seus ouvidos, Alma e os filhos são assassinados em um conflito armado na Guatemala. Trinta anos depois, um processo criminal é movido contra Enrique, um general aposentado que supervisionou o genocídio. Mas ele é absolvido no julgamento e o espírito de La Llorona é libertado para vagar pelo mundo como uma alma penada entre os vivos. À noite, Enrique começa a ouvir o lamento de La Llorona. A esposa e a filha do militar, então, acreditam que ele está começando a sofrer de demência.

Vencedor do prêmio de direção da seção Giornate degli Autori no Festival de Veneza.

LA MALA NOCHE (Gabriela Calvache) – Equador

Trailer com legendas em inglês (Fonte: CINEATICA Films/ YouTube)

Sinopse: Dana é bonita e inteligente e, para sobreviver, recorre à prostituição. Ela precisa entregar a maioria do dinheiro que ganha ao chefe do tráfico de pessoas, que a protege e a explora. A mulher tem a esperança de conseguir sua liberdade, caso se comporte bem, mas a doença de sua filha a impede de atingir seus objetivos. Um incidente inesperado dá a Dana a chance de sair dessa situação e de buscar justiça com as próprias mãos.

O filme representa o Equador na corrida por uma indicação ao Oscar 2020 de Melhor Filme Internacional.

TRÊS VERÕES (Sandra Kogut) – Brasil 

Trailer internacional (Fonte: Abaixo do Radar / YouTube)

Sinopse: A cada verão, entre Natal e Ano-Novo, o casal Edgar e Marta recebe amigos e família na sua mansão espetacular à beira-mar. Em 2015, tudo parece ir bem, mas em 2016 a mesma festa é cancelada. O que acontece com aqueles que gravitam em torno dos ricos anfitriões? Através do olhar de uma empregada doméstica, interpretada por Regina Casé, e de um velho patriarca, ambos vítimas do sonho neoliberal, vemos um retrato do Brasil contemporâneo, imediatamente antes de 2018. 

MONOS (Alejandro Landes) – Colômbia

(Fonte: Neon/ YouTube)

Sinopse: Em meio a armas e apelidos de guerra, soldados adolescentes, que fazem parte de um grupo rebelde chamado “A Organização”, ocupam uma ruína abandonada no topo de uma montanha, onde eles treinam, observam uma vaca “recruta” e mantêm uma engenheira americana refém. Mas depois de um ataque, eles são obrigados a abandonar o local e a “brincadeira” acaba para o jovem bando.

Monos, filme de ação sobre os conflitos armados colombianos, é a aposta da Colômbia para o Oscar 2020, além de ser o vencedor do prêmio de melhor filme no Festival de San Sebastián e do Prêmio Especial do Júri World Cinema – Dramatic no Festival de Sundance.

PEQUENAS HISTÓRIAS (Rafael Marziano) – Venezuela

Trailer com legendas em inglês (Fonte: Rafael Marziano/ YouTube)

Sinopse: O fracassado golpe de Estado contra o então presidente Hugo Chávez, em abril de 2002, é o pano de fundo para cinco pequenas histórias protagonizadas por personagens e famílias que representam um microcosmo da sociedade venezuelana: um bem-sucedido e arrogante advogado; um militar corrupto e covarde; dois moradores de rua que se apaixonam em meio ao caos, à sobrevivência e ao abuso de poder; um casal de adolescentes ingênuos e esperançosos; e uma mãe solo resignada. Histórias que envolvem mesquinharia, esperança e desânimo, cada uma delas comovente, definitiva e trágica.

A VIDA INVISÍVEL (Karim Aïnouzm) – Brasil 

(Fonte: Sony Pictures Brasil/ YouTube)

Sinopse: Rio de Janeiro, 1950. Eurídice, de 18 anos, e Guida, de 20, são duas irmãs inseparáveis ​​que cresceram em uma família conservadora. Cada uma nutre um sonho: Eurídice quer se tornar uma renomada pianista, enquanto Guida deseja encontrar o amor verdadeiro. Em uma virada dramática, elas são separadas pelo pai e forçadas a viver distantes. As irmãs, então, assumem o controle de seus destinos, sem nunca perderem a esperança de se encontrar novamente.

O filme, representante do Brasil no Oscar 2020, é baseado no livro ‘A Vida Invisível de Eurídice  Gusmão’, de Martha Batalha, e foi vencedor da seção Um Certo Olhar no Festival de Cannes. Ele será exibido uma única vez durante a Mostra; gratuitamente, no Theatro Municipal. 

Consulte a programação completa do evento clicando aqui

Leia também: “Pássaros de Verão: as origens do narcotráfico na Colômbia”

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta